Como posso te ajudar?

Pré-natal psicológico

O Pré-natal psicológico é o cuidado emocional com a mãe durante todo o período perinatal, ou seja, durante a pré concepção (tentantes), gravidez, parto, pós parto / puerpério e os primeiros anos do bebê. Ou seja, querer engravidar e não conseguir. Engravidar e se assustar com tantas mudanças, incertezas. Engravidar e ter uma perda gestacional. Todas essas emoções, lutos, medos e ansiedades podem ser trabalhadas no Pré-natal Psicológico.

Quando a mulher planeja engravidar, em geral não pensa o quanto isso pode tardar ou em possíveis complicações e até mesmo um possível diagnóstico de infertilidade. Quando isso acontece é preciso lidar com várias emoções, desde culpa, frustração, medo de não conseguir ser mãe etc. Às vezes aliado a espera do positivo, surge a necessidade de tratamento, como por exemplo indução de ovulação, inseminação artificial, fertilização in vitro ou até mesmo doação de gametas. Lidar com essa avalanche de informações pode ser muito desafiador e ter uma terapeuta que entenda esse assunto e possa auxiliar nesse processo, facilita demais a jornada.

A gestação, independente se planejada ou não, é um período de muitas mudanças na vida da mulher, tanto mudanças físicas, quanto psíquicas. Ela pode ser um fator desencadeante de muita ansiedade, insegurança, incertezas e estresse. Por isso é importante o acompanhamento, para entender as mudanças e aprender estratégia para lidar com cada uma delas.

Já o puerpério é a fase de maior vulnerabilidade na saúde mental da mulher e razão disso vai desde a oscilação hormonal até às diversas mudanças que ocorrem na vida dessa mãe. A questão é que passar por tudo isso sozinha pode ser muito pesado e é aí que entra o pré-natal emocional, uma ferramenta de autocuidado e prevenção a possíveis adoecimentos psíquicos como a Depressão Pós-parto, por exemplo.

Nas últimas décadas têm aparecido mais informações relevantes sobre a saúde mental das mães e dos bebês e os estudos já mostram como o acompanhamento profissional nas etapas prévias ao nascimento e posteriores podem ser benéficos tanto nas mudanças do estado emocional que sofre a mãe nesse período, quanto nas variáveis fundamentais do desenvolvimento do bebê. Também não podemos deixar de mencionar o impacto que as emoções têm na saúde física, elas chegam a afetar a evolução do parto, o sucesso na amamentação, o vínculo, a relação do casal, a criança e muitos outros aspectos.
Se você está grávida ou planejando engravidar, saiba que o cuidado com a saúde emocional nessa fase é essencial para prevenção de transtornos mentais comuns no pós-parto e puerpério.

Agende sua sessão